5º Çirculação da Balbúrdia - Renato Ramos Milis

Atualizado: Ago 14

Quinto encontro do “Çirculação da Balbúrdia” realizado pela EFoP em 04 de junho de 2020 a partir da pesquisa: "Sobre o significado da criação e expansão das Empresas Juniores na Universidade brasileira"


No dia 04/06, quinta-feira, ocorreu a quinta atividade do espaço de formação “Circulação da Balbúrdia” que consiste em uma forma de divulgação científica da “balbúrdia” realizada nas universidades. O termo “balbúrdia” usado de forma pejorativa pelo Ministro da Educação Weintraub foi assumido por nós para dar circulação ao debate da produção acadêmica de esquerda das universidades públicas brasileiras.


Neste encontro tivemos a oportunidade de conhecer a pesquisa de mestrado: "Sobre o significado da criação e expansão das Empresas Juniores na Universidade brasileira" realizada por Renato Ramos Milis. A dissertação de mestrado do Renato, orientada pelo professor Waldir José Rampinelli no Programa de Pós-graduação em História, da Universidade Federal de Santa Catarina , foi defendida em abril de 2016.


O encontro durou 2h e teve a participação de 8 pessoas. Nele, Renato apresentou sua pesquisa, na qual situa o empreendedorismo como uma questão chave e como uma ideologia orgânica do capitalismo contemporâneo.


A pesquisa foi realizada por meio da análise de documentos da Brasil Junior, que é a entidade representativa das Empresas Juniores, e do Sistema Indústria (CNI/SESI/SENAI/IEL).


A partir da leitura dos documentos apresenta-se o debate dos pontos de convergência do projeto educativo da burguesia industrial e a proposta pedagógica das empresas juniores, consolidadas como um sujeito político coletivo em sua própria confederação, a Brasil Junior. A ênfase se deu no lugar da ideologia do empreendedorismo na formação para o trabalho complexo no Brasil frente às transformações do capitalismo contemporâneo.


Pôde-se identificar um conjunto de convergências entre o projeto educativo da CNI e a proposta pedagógica das empresas juniores, organizadas na Brasil Junior. Estas convergências fundamentam-se na profusão da ideologia do empreendedorismo, e no deslocamento da centralidade da socialização do conhecimento produzido historicamente pela humanidade no processo educativo para o primado da experiência, das atividades práticas, do desenvolvimento de competências.


Do ponto de vista da formação para o trabalho complexo, o conteúdo central de seus projetos coadunam-se na formação de um novo perfil de trabalhador, o trabalhador-empreendedor/o trabalhador flexível. Suas propostas educativas instrumentalizam a educação a servir à lógica de valorização do capital. O que está colocado por ambas, por meio do télos da competitividade.


Discutiu-se que as empresas juniores contribuem com o processo de mercantilização da Universidade Pública em sentido amplo. Por um lado, como uma forma ampliada de privatização, estimulando a apropriação privada do conhecimento por meio da venda de consultorias. Mas, talvez principalmente, no sentido de mercantilizar a formação pautando-a na ordem de sociabilidade do capital, dissolvendo seu sentido universitário na medida em que instrumentaliza a formação a qualificação para as demandas mais imediatas do mercado de trabalho pautando-a no mero desenvolvimento de competências.


No debate entre os participantes, discutiu-se a real função da Universidade, a relação entre colegas de trabalho à partir da ideologia do empreendedorismo e outras iniciativas que valorizam o saber prático, como projetos de extensão popular, por exemplo.


Também discutiu-se o processo de luta contra às empresas juniores no Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC, que conseguiu, em novembro de 2013, impedir a criação de uma Empresa Junior por meio de uma grande assembleia, que concluiu que as empresas juniores não são coerentes pedagogicamente com o papel da universidade pública.


Para quem não pôde acompanhar a atividade, a apresentação estará disponível no canal do YouTube EFoP Vânia Bambirra. Aproveite e se inscreva no canal para receber notificações dos próximos vídeos.